Regional

MPF vai apurar sobrepreço de 153% na compra de álcool em gel em Patos

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos está de olho nas compras feitas por prefeituras da região durante a pandemia. O procurador da república Tiago Misael determinou nesta segunda-feira (20) a instauração de um inquérito civil público para investigar se uma das compras de álcool em gel, pela prefeitura de Patos, foi feita com sobrepreço.

Após analisar os contratos, o MPPB identificou indícios de possível sobrepreço na compra de álcool em gel em reservatório de 5 litros. O produto teria sido comprado pela prefeitura por R$ 200,00, quando o valor médio das cotações identificadas nas plataformas de órgãos públicos é de R$ 78,88. Segundo o MP, os indícios são de um sobrepreço de 153,54%.

mpt print1 300x214 - MPF vai apurar sobrepreço de 153% na compra de álcool em gel em Patos

mpf print 2 300x219 - MPF vai apurar sobrepreço de 153% na compra de álcool em gel em Patos

As auditorias confeccionadas pelo MPPB, aliás, identificaram indícios de sobrepreço em contratos das 10 maiores cidades da Paraíba e também na compra de cestas básicas por parte do Governo do Estado.

com Blog Pleno Poder

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios