Destaque

Disputa eleitoral em Itaporanga vai desenhando cenário de acirramento

A exatos 4 meses para a eleição, os prazos até aqui mantidos e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sem uma definição se adia ou não o pleito, fala-se em novembro/dezembro, devido a pandemia do novo coronavírus, partidos e grupos políticos seguem tratando da formação de chapas.
Em Itaporanga, no Sertão Paraibano, a sucessão ganhou contornos novos que vislumbram uma disputa acirrada provocando mudanças como a ocorrida na base de situação. O médico Júnior Diniz, irmão do deputado Taciano (Avante), desistiu e o prefeito Divaldo (DEM), que justificou em janeiro “problemas cardíaco” pra não concorrer à reeleição, teve de voltar atrás lançando nome semana passada. Derrotado em 2016, Djaci Júnior, filho do ex-prefeito Djaci (PSDB), teve o nome mantido como vice na chapa.
Dois fatores podem ter causado essa mudança: a alta rejeição popular à união Divaldo/Djaci, apontada em pesquisas, e a entrada na disputa do empresário Paulinho de Zié (Cidadania). Outros dois nomes já estavam com o bloco na rua: ex-prefeito Audiberg Alves (PDT) e o vereador Neném de Adailton (Psol), que votaram no prefeito e participaram da gestão até janeiro deste ano. Berguim, como é mais conhecido o ex-prefeito, deve fazer aliança com o Solidariedade, partido no qual filiou os aliados na disputa pela câmara.
Entretanto, a candidatura do empresário Paulinho de Zié causou mudanças bruscas nos planos do grupo que está no poder. Ele não votou no prefeito nem fez parte da atual gestão e tem forte capilaridade de voto junto ao eleitorado por ser um nome novo, sem vícios. Tende a ser o contraponto que faltava ao prefeito.
Nesse contexto, a disputa em Itaporanga vai desenhando um cenário de acirramento com lances cada vez mais surpreendentes. Como se deu na semana passada com a substituição do candidato da base de situação.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios