Política

e volta à política, Cícero pede diálogo com empresários e trabalhadores para retomada da economia

O ex-prefeito de João Pessoa Cícero Lucena (PP) defendeu nesta quarta-feira (3) um novo paradigma no processo de retomada da economia em João Pessoa que ao invés de estabelecer prazos, estaria atrelado a apresentação, aprovação e execução de protocolos. As declarações de Cícero marcam a volta dele ao debate político, após a filiação ao PP e as sinalizações de possível candidatura à Prefeitura de João Pessoa.

Para Cícero, ao invés de estabelecer que a cada 15 dias um setor seria reaberto, a ideia seria receber da classe empresarial e trabalhadores, através de seus órgãos de classe, propostas de funcionamento com que visem a segurança dos clientes e funcionários. “O que o Poder Público precisa entender é que se um setor da economia já possui uma proposta de protocolo para impedir a infecção pela Covid-19, cabe a ele avaliar a segurança com critérios epidemiológicos rígidos e se considerar viável, autorizar imediatamente a reabertura”, refletiu.

“Há casos concretos como o da construção civil que já possui todo protocolo de segurança sanitária e tudo que precisa é ser ouvido para retomar as atividades”, argumentou.

Outro ponto defendido por Cícero é a necessidade de dialogar com os micro e pequenos empresários. “A retomada da economia deve começar justamente pelos pequenos comerciantes, já que estes são quem mais emprega e certamente absorvem a mão de obra local, trazendo vida de volta aos Bairros sem promover grandes deslocamentos”, explicou.

Cícero lembrou que 70% dos empregos estão em micro e pequenas empresas. “A força desse setor é inquestionável e pode injetar uma arrecadação decisiva para a cidade, o Estado e o País. Basta que tenhamos protocolos que limitem o número de clientes por metro quadrado, uso de EPIs, horários reduzidos. Isso é rápido”, reiterou. E completou: “Os ônibus, taxis e demais opções como aplicativos já possuem protocolos sendo utilizados na Europa e podemos adaptar a nossa realidade”, defendeu.

“Quanto as grandes empresas e indústrias, estas também têm condições de estabelecer critérios firmes e seguros para reabrir as portas”, falou.

Por fim o ex-prefeito reiterou que a reabertura deve ser debatida com todos. Afinal, nenhum setor da economia é 100% independe. “Imagine uma mãe ter que voltar a trabalhar e não ter escola ou creche aberta pra deixar os filhos”, disse. “Tenho experiência e sei o que estou falando. Nossa capital tem um potencial para voltar a crescer. Certamente, depois de tanta demanda reprimida viveremos um bum dos negócios, por esta razão precisamos pensar o que queremos pra já”, arrematou.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios