Polícia

Durante Operação Crivo, polícia apreende 200 mil carteiras de cigarro em zona rural

Equipes da Polícia Civil apreenderam em uma propriedade na zona rural do município de Queimadas, na Paraíba, 200 mil carteiras de cigarros que estavam sendo guardadas por um homem que foi preso em flagrante na ocasião, suspeito de cometer o crime de contrabando.

A apreensão e prisão aconteceram na em flagrante na tarde desta terça-feira (21). Policiais da Delegacia Especializada de Crimes Contra o Patrimônio de Campina Grande (Roubos e Furtos) – DRF/CG, chegaram aos produtos e suspeito por meio de investigações no âmbito da Operação Crivo.

Ao ser interrogado pela polícia o suspeito resolveu ficar em silêncio de não respondeu de onde os cigarros vieram e quem seria o dono do produto.

A Operação Crivo teve início nesta segunda-feira (20), e resultou até o momento na prisão de cinco pessoas. Das cinco presas, três estão sendo acusadas pela prática de receptação de carga roubada e associação criminosa. Também foi preso um homem que tinha um mandado de prisão preventiva a ser cumprido por crime de contrabando.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios